Obama anuncia que vai apresentar plano de ação contra alterações climáticas

24/06/2013

O presidente dos Estados Unidos vai apresentar um plano de ação contra as alterações climáticas, na terça-feira, em Washington, retomando a iniciativa num dossier que abandonou no primeiro mandato.


"Na terça-feira, apresentarei a minha visão do caminho que, penso, devemos seguir: um plano para reduzir a poluição pelo carbono no nosso país, preparar o nosso país para os impactos das alterações climáticas e lançar uma iniciativa mundial para combater" essas alterações, explicou Barack Obama, num vídeo publicado no 'site' da Casa Branca e na rede de partilha de vídeos YouTube.

"Vamos precisar de cientistas para inventar novos combustíveis, e de agricultores para os cultivar", declarou. "Vamos precisar de engenheiros para encontrar novas fontes de energia e de empresas para as fabricar e vender".

Após a eleição de Obama, em 2009, o Congresso bloqueou um projeto de lei sobre energia e clima, que visava reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) dos Estados Unidos, segundo país emissor de gases com efeito de estufa, depois da China.

Desde que foi reeleito em novembro, Obama afirmou, em várias ocasiões, que pretende retomar a iniciativa.

Em fevereiro, no discurso sobre o estado da União, pediu ao Congresso para "fazer mais para combater as alterações climáticas", advertindo que, na ausência de avanços significativos sobre a matéria, ele atuaria através de decretos.

No início de junho, a questão foi abordada com o presidente da China, Xi Jinping, durante uma cimeira informal na Califórnia (costa oeste dos EUA). Os dois líderes comprometeram-se a limitar a produção e utilização de hidrofluorcarbonos (HFC), gases industriais considerados como os "super" gases com efeito de estufa.

Esta semana, no discurso que proferiu junto à Porta de Brandemburgo, em Berlim, Obama prometeu que os Estados Unidos "iam fazer mais".

"A nossa geração deve avançar em direção a um pacto mundial de luta contra as alterações climáticas, antes que seja demasiado tarde", declarou.

Já que os adversários republicanos de Obama controlam metade do Congresso, o presidente norte-americano deverá contornar os deputados e atuar através de decretos para reforçar, por exemplo, as normas relativas às emissões de carbono que são, normalmente, aplicadas às centrais de carvão nos Estados Unidos.



Um comentário:

  1. ojalá pueda cumplir su palabra sin obstáculos!

    saludo cordial^^

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita.
Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...