Magazine Natureza e Paz

MINISTÉRIO DA SAÚDE LANÇA CURSO SOBRE ZIKA PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Ilustração: SE/UNA-SUS, por Tiago Botelho

20/02/2016

O Ministério da Saúde e a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS) lançaram, nesta sexta-feira (19), o curso “Zika: abordagem clínica na atenção básica”.

Destinado a médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e demais profissionais de nível superior da atenção básica, o curso abordará questões relacionadas a suspeita, notificação, investigação, diagnóstico e conduta nos casos e situações tratadas nos protocolos aprovados pelo Ministério da Saúde.

Com 45h de duração, o curso é dividido em quatro unidades que abordam os aspectos epidemiológicos, de promoção à saúde e prevenção, quadro clínico e abordagem de pacientes infectados. O capitulo três, por exemplo, foi integralmente dedicado aos cuidados com as gestantes com suspeita ou confirmação de infecção pelo vírus da Zika e do recém-nascido com microcefalia.

De acordo com o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS), Hêider Pinto, o curso soma-se a uma série de iniciativas que o governo federal tem realizado para o enfrentamento ao problema e complementa “com este curso queremos preparar da melhorar maneira possível os profissionais para orientarem corretamente a população, mobilizar todos os esforços para combater o mosquito, evitar a doença e cuidar com qualidade das pessoas que tenham os problemas relacionados à doença”.

Assim como nos cursos de Dengue e Chikungunya da UNA-SUS, o conteúdo é trabalhado por meio de atividades interativas, estudo de casos clínicos e vídeos com especialistas e entrevistas. Também é comum aos três cursos a abordagem do diagnóstico diferencial. Além disso, são disponibilizados, na biblioteca virtual, livros e vídeos com conteúdos referentes ao tema para o aluno que desejar aprofundar seus conhecimentos.



“É preciso que os profissionais de saúde se capacitem para conseguir minimizar o impacto desta enfermidade, utilizando todos os recursos possíveis para assistir, disseminar os conhecimentos para a população, além de construir parcerias para fortalecer ações de proteção à saúde de todos”, afirma a coordenadora pedagógica do curso, Leika Aparecida Ishiyama Geniole.

O curso é uma iniciativa do Ministério da Saúde – por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS) – da secretaria executiva da UNA-SUS (SE/UNA-SUS), da Fiocruz Mato Grosso do Sul e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

CENÁRIO

Segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (17), estão sendo investigados 3.935 casos suspeitos de microcefalia em todo o país. Destes, 508 casos tiveram confirmação de microcefalia - e/ou outras alterações do sistema nervoso central, sugestivos de infecção congênita - e 837 casos foram descartados. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considerou o avanço da microcefalia, ligada ao vírus da Zika, nas Américas como uma emergência internacional.

Na semana passada, o ministro da Saúde, Marcelo Castro e o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, apresentaram um conjunto de medidas de pesquisa e desenvolvimento e de combate ao Aedes aegypti e às doenças transmitidas pelo mosquito – zika, dengue e chikungunya – que deve ser lançado pelo governo até o final deste mês. A expectativa é que o pacote seja lançado pela presidenta Dilma Rousseff até o fim de fevereiro.

SERVIÇO

As matrículas podem ser realizadas de 19 de fevereiro de 2016 a 15 de fevereiro 2017.

Para realizar a inscrição, clique aqui

Mais informações


Fonte: UNA-SUS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita.
Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...