Exposição em São Paulo convida visitante a passeio pelo mundo dos insetos

04/03/2012

Elaine Patricia Cruz
Repórter da Agência Brasil

São Paulo – Uma corrida de baratas em um circuito conhecido como Baratódromo. Um besouro gigante que chega a ter 22 centímetros de comprimento. Lagartas do bicho-da-seda produzindo o fio que vai resultar em vestimenta para humanos. Abelhas produzindo mel. Essas são algumas das atrações da exposição Planeta Inseto, instalada no Museu do Instituto Biológico, em São Paulo.

Para que os visitantes vivenciem ainda mais experiências reais, na maior parte da exposição, os insetos estão vivos e as pessoas podem até mesmo tocá-los.

O Instituto Biológico é um órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do estado de São Paulo que tem a missão de fazer pesquisas na área de sanidade vegetal e animal, fazendo o controle de pragas e doenças dos animais e dos vegetais. E o museu, uma espécie de zoológico de insetos, foi instalado na sede do insituto.

“A exposição tem o objetivo de mostrar a vida dos insetos. Lá, pode-se encontrar, entre outras coisas, um bicho-da-seda vivo. Aliás, boa parte dos insetos é viva. Somos o único Jardim Zoológico de insetos do Brasil com cadastro e autorização do Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis] e da Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo”, explicou o diretor-geral do Instituto Biológico, Antonio Batista Filho.

No museu, há exemplares vivos de 25 espécies e exemplares mortos de outras 75 espécies. Estão expostos insetos cuja atividade resulta em produtos úteis ao homem, como as abelhas e o bicho-da-seda; os que vivem em sociedade, como as formigas; aqueles que se camuflam, como o bicho-pau; e exemplares gigantes, como a barata de Madagascar. “Tem também um besouro grande, que é considerado o maior besouro em termos de volume do planeta. Ele chega a pesar quase 70 gramas”, conta Batista Filho.

“A ideia do museu é desmitificar aquele medo [dos insetos] e mostrar que a grande maioria dos insetos traz benefícios ao homem, inclusive com a polinização, por exemplo. Mais de 50% das espécies de plantas são polinizados por insetos e isso é muito importante na produção de alimentos”, lembra o diretor do instituto.

Os insetos compõem o maior grupo de organismos existentes na Terra. Mais de 1 milhão de espécies de insetos são conhecidas, mas estima-se que há outras 7 milhões a serem descobertas.

A exposição é gratuita. O museu funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 16h. Mais informações podem ser encontradas no site http://www.biologico.sp.gov.br/museu.php.

Edição: Lana Cristina

Fonte: Agência Brasil

Um comentário:

  1. Hi! Please follow me! Thanx..

    http://mehmetaydiner.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita.
Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...