.

Ministério reconhece 'emergência' em 17 cidades na Bahia por conta da seca

Estiagem causa prejuízos em cidades baianas (Foto: Henrique Mendes / G1)

12/03/2017

Portaria foi publicada pelo governo federal nesta sexta-feira (10).
Municípios passam a ter socorro e assistência para serviços essenciais.

Dezessete cidades em várias regiões da Bahia foram beneficiadas por portaria publicada nesta nesta sexta-feira (10), pelo Ministério da Integração Nacional.

Foi reconhecida a situação de emergência nos municípios de Adustina, Antônio Cardoso, Banzaê, Barra, Biritinga, Caém, Conceição do Coité, Coronel João Sá, Glória, Itanhém, Ichu, João Dourado, Santápolis, Sapeaçu, Umburanas, Vitória da Conquista e Sítio do Quinto.

A portaria com a determinação foi publicada no Diário Oficial da União. Com a medida, as prefeituras passam a ter acesso às ações emergenciais da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), para socorro, assistência e restabelecimento de serviços essenciais, como o abastecimento de água potável à população.

Além de viabilizar o acesso aos programas de fornecimento de água tratada, como a Operação Carro-Pipa, o reconhecimento também permite que os municípios tenham direito a outros benefícios, como a renegociação de dívidas no setor de agricultura, a aquisição de cestas básicas e o apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) para a retomada da atividade econômica nas regiões afetadas.

Ainda foram contempladas pela portaria as cidades de Branquinha e Murici, em Alagoas; além de Januária, Manga, Mato Verde e São Francisco, em Minas Gerais.

Emergência

Outras quatros cidades baianas que tiveram a situação de emergência reconhecida pela seca na segunda-feira (6) foram Barro Alto (região no centro norte), Boa Vista do Tupim (na Chapada Diamantina), Mairi (centro-oeste), São Miguel das Matas (no Recôncavo Baiano).

Fonte: G1 Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita.
Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...