.

Por que Leonardo DiCaprio investiu em startup de chá orgânico

06/05/2016 

O ator e ativista aposta na Runa, startup de chá orgânico e promete doar suas ações a agricultores equatorianos

Foto: Anthony Harvey/Getty Images
Apenas alguns meses após ganhar o seu Oscar, pela performance em O Regresso, Leonardo DiCaprio anuncia seu novo investimento. Conhecido por apoiar diversas causas - principalmente aquelas que envolvem o meio ambiente -, o ator agora investe na Runa, startup de chá orgânico que emprega pequenos agricultores equatorianos. A startup já chama atenção há algum tempo - apareceu na 203º colocação na lista de 5 mil startups promissoras da revista INC em 2015, viu sua receita crescer 2000% desde 2011 e alcançou US$ 5 milhões em vendas em 2015. Para este ano, a expectativa é dobrar esse valor. 

Na última segunda-feira, a startup com sede em Nova York anunciou sua nova rodada de investimento que inclui investidores como DiCaprio, o comediante Marlon Wayans, o ator Adam Rodriguez e os jogadores de tênis Steve Johnson e John Isner. DiCaprio, contudo, compõe o conselho de direção da Runa, ao lado de Yolanda Kakabadse, presidente da WWF, e Ann Veneman, ex-secretário americano de Agricultura e diretor de UNICEF. A empresa não divulgou quanto o ator investiu nem sua participação acionária. 

A Runa produz chá orgânico encomendando a matéria-prima de pequenos 
agricultores do Equador (Foto: Divulgação)

A Runa produz chás orgânicos e bebidas energéticas naturais com a guayusa, planta amazônica e nativa do Equador, consumida pela população local há séculos. Runa, cujo nome significa "plenamente vivo" na língua Kichwa, apoia mais de 3 mil famílias indígenas que cultivam a planta comprando o total de US$ 250 mil em folhas de guayusa. "O futuro dessas comunidades, bem como de muitas outras ao redor do planeta, está em risco à medida que suas terras nativas sofrem com exploração de recursos naturais e com o desenvolvimento da agricultura. Práticas sustentáveis de cultivo são o caminho para ajudar a garantir um futuro melhor para tantas pessoas", disse o ator ao justificar sua decisão de investir na Runa.

Segundo a revista INC, os planos do ator incluem também doar suas ações para os indígenas equatorianos que participam da produção do chá. "Nós devemos fazer muito mais para ajudar os indígenas e as pessoas locais que sofrem frequentemente com a piora da degradação ambiental e são os mais expostos às mudanças climáticas", afirmou. 

DiCaprio já investiu em uma série de companhias privadas, como a Mobli, plataforma de compartilhamento de foto e vídeo, e a Rubicon Global, startup de reciclagem. Em outra frente, ele mantém a Leonardo DiCaprio Foundation, organização sem fins lucrativos focada em lutar contra as alterações climáticas e outros problemas ambientais. Desde 2014, quando foi lançada, já recebeu US$ 45 milhões em doações.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita.
Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...