.

Ministros latino-americanos reúnem-se na República Dominicana para discutir Agenda 2030

Secretária-executiva da CEPAL, Alicia Bárcena, durante apresentação na 
abertura do fórum ministerial na República Dominicana. Foto: CEPAL

06/11/2016

Governantes latino-americanos e caribenhos reúnem-se até esta terça-feira (1) em Santo Domingo, na República Dominicana, para discutir progressos em políticas sociais, particularmente em economia e meio ambiente, desafios para a implementação da Agenda 2030 e estratégias para uma rota sustentável de erradicação da pobreza.

O Fórum Ministerial, encontro anual que ocorre pela primeira vez na República Dominicana, é organizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em parceria com o governo local e com o apoio da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

Neste ano, o encontro coincide com o I Encontro de Cúpula da Conferência Regional sobre Desenvolvimento Social na América Latina e Caribe. O objetivo é propor a ministros e tomadores de decisões um espaço para discutir experiências em políticas sociais e identificar respostes aos novos desafios da região.

O evento deste ano teve a participação de mais de 20 vice-presidentes, ministros e deputados de Argentina, Brasil, Equador, Guiana, Haiti, Costa Rica, Honduras e Paraguai, entre outros países que discutiram, ao longo de dois dias, os rumos das políticas sociais para responder mais efetivamente aos desafios do desenvolvimento.

Os participantes analisaram os desafios e oportunidades da Agenda 2030 para a América Latina e Caribe, considerando o progresso multidimensional como uma abordagem para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Contexto

O Fórum Ministerial sobre Desenvolvimento na América Latina é organizado anualmente pelo Escritório Regional do PNUD para a América Latina e o Caribe com o apoio da Agência Espanhola para o Desenvolvimento Internacional e Cooperação (AEDIC).

O propósito do encontro é criar uma plataforma para autoridades discutirem experiências em políticas sociais e obterem um insight sobre possíveis respostas aos novos desafios da região.

Em 2007, o primeiro fórum foi aberto pelo prêmio Nobel Amartya Sen. O segundo, em 2008, teve foco especificamente em jovens e o Nobel Joseph Stiglitz fez a abertura. No terceiro, de 2010, foi a vez do Nobel Muhammad Yunus, quando o foco esteve nas respostas sociais da América Latina à crise global.

O quarto fórum, em 2011, contou com a presença do magnata dos negócios mexicano Carlos Slim e focou no combate às desigualdades. Já o quinto fórum, em 2012, foi inaugurado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com foco no desenvolvimento social dos pobres, tendo incluído à discussão ministros da África e da América Latina.

O sexto fórum, em 2013, contou com a participação do especialista em competitividade da Universidade Harvard, Michael Porter, e discutiu os desafios desenvolvimentistas da região, transcendendo a redução da pobreza.

O sétimo fórum, em 2014, teve lugar na Cidade do México. O principal discurso foi do diretor da Iniciativa pelo Desenvolvimento Humano e Pobreza, da Universidade Oxford, Sabina Alkire.

Mais de 30 ministros e ministras, entre outros especialistas dos governos da região, discutiram como medir a pobreza por uma abordagem que vá além do foco em renda.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita.
Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...