.

Uso de bicicleta como meio de transporte avança em Salvador

"Salvador está seguindo a tendência mundial de promover e usar efetivamente a bicicleta 

no dia a dia", disse fundador de ONG (Foto: Milena Abreu)

24/10/2016

Pesquisa divulgada pelo Instituto Transporte Ativo em workshop promovido pela Prefeitura revela que de 36% da população da cidade utiliza a bike como meio de transporte diário

A cidade de Salvador vem registrando importantes avanços no uso da bicicleta como meio de transporte no município.

Com um aumento no sistema cicloviário de 13 km, em 2013, para 130 km em 2016, cada vez mais bikes têm ocupado espaço nas ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas presentes em toda cidade.

Uma prova disso é uma pesquisa do Instituto Transporte Ativo entre os anos de 2015 e 2016, que entrevistou ciclistas nas principais capitais brasileiras, onde foi constatado que em Salvador, mais de 36% da população utiliza a bicicleta como meio de transporte nos sete dias da semana. 

Com esse mote, o Movimento Salvador Vai de Bike, vinculado à Empresa Salvador Turismo (Saltur), realizou um encontro com servidores da Prefeitura na terça-feira (18), no auditório do Parque Social, no Parque da Cidade (Itaigara), onde foram discutidos os avanços no uso da bicicleta como meio de transporte na cidade.

O encontro contou com palestra do presidente e fundador da ONG Transporte Ativo, Zé Lobo, que falou sobre este progresso, ao mostrar as mudanças em países de todo o mundo que priorizaram os pedestres em lugar dos carros e com as bicicletas influenciando o desenho das cidades. 

Um dos pontos abordados por Lobo mostra que o número de bicicletas em uso na cidade dobrou em cinco anos, com dados obtidos através de pesquisa com pessoas nas ruas.

“As pessoas têm procurado outras formas de acesso nos casos de percursos curtos,  até pela falta de vagas de estacionamento e também pela praticidade. Isso também faz parte da mudança de cultura”.

O especialista acredita que muita coisa mudou na capital baiana com o aumento da infraestrutura para ciclistas, a consciência dos usuários e uma sociedade mais participativa.

“Salvador está seguindo a tendência mundial de promover e usar efetivamente a bicicleta no dia a dia”.

O presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur) e coordenador do Movimento Salvador Vai de Bike, Isaac Edington, destacou pontos importantes sobre a bicicleta como meio de transporte acessível, a exemplo de melhorias para a saúde e no fomento do lazer, esporte, turismo, cultura e desenvolvimento econômico.

“Estamos fazendo um esforço grande por toda a cidade com uma diversidade de projetos, acreditando que as iniciativas em conjunto têm contribuído para o crescimento exponencial do universo de ciclistas em Salvador. O que foi feito nos últimos quatro anos tem dado resultado. A comunidade tem dado resposta pela grande quantidade de ciclistas que vemos na cidade. Acredito que estamos no caminho certo”. 

O gestor da Saltur complementou também que, tão importante quanto às ações para o público externo, motoristas e ciclistas, é importante também fazer um alinhamento interno. “Precisamos motivar nossos colaboradores e disseminar o conceito internamente.”

Avanços 

 Hoje, Salvador possui 40 estações de compartilhamento e 400 bicicletas dentro deste sistema, e mais 40 utilizadas apenas nos finais de semana, além das 60 bicicletas do Sistema Bike Turista, instalados em 12 hotéis da cidade, englobando toda orla atlântica e mais o Centro Histórico.

A cidade também apresentou um aumento significativo no número de ciclistas nas ruas como um todo, além de grupos que realizam passeios matutinos e noturnos, pela mudança de comportamento dos motoristas da cidade, que hoje respeitam mais as pessoas que circulam de bicicleta na cidade.

“Com as novas ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas, e da conscientização por parte daqueles que andam de carro, aqueles que antes tinham medo de andar na cidade conseguem hoje sair às ruas e trafegar nas vias com mais segurança”, pontua Edington.

Os novos ciclistas soteropolitanos hoje contam com uma extensa ciclovia na Nova Orla de Salvador e na Nova Suburbana, trechos importantes da cidade que passaram por requalificação, além de trilhas em espaços fechados, como o Parque da Cidade.

Outra iniciativa importante é a instalação de ciclofaixas de lazer e turismo aos domingos e feriados na Avenida Sete até a Praça da Sé, na orla da Barra até Ondina, do Parque da Cidade até a orla da Avenida Octávio Mangabeira e na Avenida Magalhães Neto. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita.
Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...