.

"Jornada ao desenvolvimento urbano sustentável acabou de começar"

Joan Clos, chefe do ONU-Habitat, no encerramento da Habitat III, nesta quinta-feira, 
20 de outubro, em Quito. Foto: Rádio ONU.

23/10/2016

Declaração é do chefe do Programa da ONU para Assentamentos Humanos, ONU-Habitat, durante o encerramento da Habitat III, em Quito; para Joan Clos, conferência é "marco fundamental".

Laura Gelbert, enviada especial da Rádio ONU a Quito.

A maior conferência mundial sobre o futuro das cidades terminou nesta quinta-feira. Segundo o secretário-geral da Conferência das Nações Unidas sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável, Joan Clos, "história" foi feita.

Para Clos, que também é chefe do Programa da ONU para Assentamentos Humanos, ONU-Habitat, na Habitat III, "desafios enfrentados pelas cidades foram analisados e discutidos" e chegou-se a um acordo sobre um "plano comum para os próximos 20 anos".

Nova Agenda Urbana

Em seu discurso no encerramento, ele destacou que a Nova Agenda Urbana foi adotada durante a conferência em Quito. Segundo Clos, a "jornada para o desenvolvimento urbano sustentável acabou de começar".

Para o chefe do ONU-Habitat, esta é uma agenda "ambiciosa" que busca trilhar o caminho para tornar "cidades e assentamentos humanos mais inclusivos e garantir que todos possam se beneficiar da urbanização, prestando atenção particularmente a pessoas em situações vulneráveis".

Entre as principais disposições da Agenda estão: oportunidades iguais para todos; fim da discriminação; cidades mais limpas; fortalecimento de resiliência e redução de emissões de carbono; respeito aos direitos de migrantes e refugiados; melhoria de conectividade; iniciativas verdes e promoção de "espaços públicos acessíveis e verdes".

Habitat III

Para Clos, a Habitat III é um "marco fundamental". Cerca de 30 mil pessoas de 167 países participaram da conferência, realizada em Quito, capital do Equador.

Ele afirmou ainda que a Habitat III forneceu uma grande oportunidade para que se comece a construir parcerias através do Plano de Implementação de Quito.

Em entrevista à Rádio ONU, na véspera do encerramento da conferência, Clos ressaltou, no entanto, que a nova agenda será "inútil" a se países e cidades não a implementarem.

Fonte: Rádio ONU

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário e pela sua visita.
Volte sempre!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...